Trajes

LAVRADORES RICOS
Homem - Fato preto / castanho de fazenda de lã e colete do mesmo com fita de seda, chapéu de feltro preto / castanho, camisa de linho branco, botas pretas de elástico ou castanhas de cordões, corrente de ouro ou prata para relógio, que é posto no bolso do colete.

Mulher -
Camisa de linho, saiotes brancos de linho com rendas feitas à mão, blusa ou paletó e saia (em merino brocado ou seda), lenço de seda ou chapéu, pucho na cabeça, chinelos de tacão em camurça ou verniz e meia rendada branca. Ao pescoço cordões com medalhas. Nas orelhas, brincos de ouro.
LAVRADORES MENOS RICOS
Homem - Calça de fazenda de lã (preta ou castanha), camisa de linho, colete da mesma fazenda com as costas axadrezadas, às riscas ou lisa, faixa preta em lã, chapéu preto ou castanho fitado e botas de elástico ou cordões.

Mulher -
Saia de seda ou merino de algodão ou lâ com galões ou fitas, blusa de seda, lenço de seda, chapéu ou não de alamares ou pluma, meias brancas rendadas e chinelos. No pescoço alguns cordões e outros adornos em ouro, brincos, medalhas, etc... No braço um xaile de merino de lã ou algodão.
TRAJOS DE "VER A DEUS" OU DOMINGUEIROS
Semelhantes aos dos lavradores ricos. A principal diferença está nos adornos em ouro. Era o traje habitualmente utilizado para ir à missa e participar em actos de culto religioso.

TRAJO DA ROMARIA
Homem - Calça e colete de surrobeco, camisa branca de linho, faixa preta, lenço tabaqueiro à cinta ou no bolso, chapéu fitado e botas pretas.

Mulher - Blusa e saia de algodão às flores ou riscas de várias cores, faixa preta ou vermelha, lenço de merino pelas costas. Na cabeça pode pôr lenço de cachené, chapéu ou rodilha (quando está só de cabelo com pucho) para servir de apoio à condessa (cesta de merenda). Nos pés chinelos e sem meias.

TRAJO DE FEIRA
Mulher - Saia e blusa de algodão lavrado ou às riscas, lenço de cachené, chapéu vareiro com lenço de algodão de cores garridas. Nos pés chinelos com ou sem meias.

Homem - Calça e colete de surrobeco, camisa branca de linho, faixa preta ou vermelha, lenço rapeleiro à cinta ou no bolso, chapéu fitado e nos pés, botas de elástico ou cordões.
PALHOÇA / TRAJO DE TRABALHO
Homem - Gabardina em palha de junco para se defender do frio e da chuva. Chapéu de palha. Nos pés uns tamancos sem meias.

Mulher - Camisa, saiotes de algodão ou um saiote de flanela vermelha, blusa e saia de algodão (chita), avental e colete também em algodão ou linho. Na cabeça lenço de algodão (chapéu de palha). Nos pés uns tamancos sem meias.
TRAJES DE TRABALHO
Homem - Calças de cotim ou de linho, camisa de linho, faixa preta, lenço rapeleiro ao pescoço e chapéu de palha na cabeça. Nos pés uns tamancos com meias de lã.

Mulher - Camisa, saiotes de algodão ou um saiote de flanela vermelha, blusa e saia de algodão (chita), avental e colete também em algodão ou linho. Na cabeça lenço de algodão e chapéu de palha. Nos pés uns tamancos sem meias.
Usavam-se estes trajes nas ceifas, a ir Ă  erva, na venda do leite (leiteira), na escapadela ou desfolhada e nos trabalhos de campo em geral.
PESCADORES / VAREIROS
Homem - Calça e camisa ao xadrez, de flanela, com ou sem faixa preta, com ou sem meias de lã. Gorro ou boina na cabeça. Descalços ou com socos .

Mulher - Blusa, saia e saiotes de algodão ou de flanela (xadrez), e avental. Na cabeça lenço de algodão e chapéu. Nos pés uns chinelos, sem meias. Por vezes usavam xaile pelas costas.

NOIVOS
Homem - Fato preto; colete preto com costas de seda, chapéu preto, camisa de linho branco, botas pretas de elástico, com laço preto, corrente para relógio, que é posto no bolso do colete. Bengala de punho.

Mulher - A noiva vestia de preto, lenço branco de fazenda. Brincos e cordões em ouro. Sombrinha e ramo de flores.

LEITEIRA
Saia de chita ou algodão, avental do mesmo tecido, blusa de chita, faixa preta à cinta. Na cabeça, lenço de algodão, chapéu preto e rodilha. Nos pés, chinelos. Canado e respectivas medidas (quartilho e meio quartilho).
Usava-se este trajo na recolha e na venda do leite (leiteira).
VARINO
Capa preta, em flanela de lã, com capuz. Para agasalhar do frio no Inverno, nos serões das escapeladas (desfolhadas). Servia também para vigiar a namorada sem ser reconhecido. Usava ainda um varapau de marmeleiro, para o que desse e viesse.

MĂşsica